Coprodutos gerados na ArcelorMittal Tubarão.

A inserção da siderurgia na nova economia circular se dá, além do fato do aço ser um produto 100% e indefinidamente reciclável, pelo investimento contínuo que fazemos para transformar resíduos da produção em novas matérias-primas.

Essa é uma prática que nossa unidade Tubarão (ES) desenvolve desde 1983, o que faz dela referência mundial na gestão de resíduos industriais e desenvolvimento de coprodutos.

Em 2007, foi criada em Tubarão uma gerência específica para a área, que hoje comercializa vários coprodutos e ainda presta assistência técnica para orientar os clientes quanto às melhores práticas de aplicação.

O setor de coprodutos atende demandas de pavimentação, ferrovias, indústrias químicas, de cimento, de telhas e tijolos cerâmicos e de vidros, e ainda é responsável pela comercialização de sucatas de inox, alumínio, cobre, cilindros de laminação, fios e cabos elétricos e de produtos de informática.

Conheça alguns coprodutos de Tubarão.

Revsol®

O Revsol® é obtido por meio do beneficiamento da escória de aciaria em planta de britagem, peneiramento e retirada da fração metálica.

Na granulometria de até 19 mm, ele é indicado como revestimento primário de vias, pátios e aterros. Entre 19 mm e 32 mm, é um excelente material para cascalhamento de pátios de veículos.

O Revsol® pode ser utilizado como revestimento primário de rodovias.

O Revsol® pode ser utilizado como revestimento primário de rodovias.

Uma importante vantagem do Revsol é sua característica de desenvolver capacidades cimentícias quando em contato com a água. Isso proporciona maior resistência ao tráfego, boas condições de uso em diferentes condições climáticas e, consequentemente, maior durabilidade das vias ou pátios.

Acerita®

A Acerita® também é um coproduto da escória da aciaria e vem sendo aplicado, desde o seu lançamento, em 2002, como base ou sub-base de rodovias asfaltadas ou revestidas com blocos intertravados de concreto, substituindo a brita graduada e outros materiais naturais não renováveis, com vantagens técnicas, econômicas e ambientais.

Acerita® é normatizada pelo DNIT para uso em como base ou sub-base de rodovias.

Acerita® é normatizada pelo DNIT para uso em como base ou sub-base de rodovias.

Em 2009, o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT) criou normas para a utilização da Acerita® em obras dessa natureza.

Ecolastro®

Também obtido em planta de britagem após o beneficiamento da escória da aciaria, o Ecolastro tem granulometria entre 32 mm e 75 mm e pode ser aplicado como lastro ferroviário assim como em aterros, na substituição de solos moles em obras de infraestrutura rodoviária, como substituto da areia.

O Ecolastro®, entre outros usos, substitui pedras britadas nos leitos de ferrovias.

O Ecolastro®, entre outros usos, substitui pedras britadas nos leitos de ferrovias.

O Ecolastro® tem baixo grau de desgaste e alta resistência mecânica e, assim como os outros coprodutos, pode substituir materiais naturais não renováveis.

Escória Granulada de Alto-Forno

Coproduto voltado para a indústria de cimento Portland. A Escória Granulada de Alto-Forno pode substituir o clínquer em até 70%, material tradicionalmente utilizado na produção deste tipo de cimento.

Uma das vantagens da Escória Granulada é que ela reduz o consumo de recursos naturais, como argila e calcário, materiais usados na fabricação do clínquer, e evita a queima de combustíveis, diminuindo a emissão de CO2.

O cimento produzido com a Escória Granulada apresenta vantagens competitivas na aplicação em concretos, como maior resistência e durabilidade.

Carbofer

Coproduto gerado na lavagem do gás do alto-forno, Carbofer tem alta concentração de óxido de ferro e de carbono, e pode ser utilizado na produção de cerâmica vermelha (tijolos e telhas) e de cimento.

Telhas cerâmicas vermelhas ganham mais resistência quando elaboradas com Carbofer misturado na argila.

Telhas cerâmicas vermelhas ganham mais resistência quando elaboradas com Carbofer misturado na argila.

Por seu alto teor de carbono, Carbofer contribui para reduzir o tempo de cozimento necessário na produção de telhas e tijolos, e o óxido de ferro dá mais resistência às peças. Adicionalmente, reduz o consumo de argila na confecção destes produtos.

Na produção do cimento, Carbofer substitui o minério de ferro.

Alcatrão de Hulha

O Alcatrão de Hulha é originário do processo de coqueificação do carvão. Trata-se de uma mistura de compostos orgânicos extremamente complexos.

Diagrama do processo de obtenção do Alcatrão de Hulha.

Diagrama do processo de obtenção do Alcatrão de Hulha.

Ele é comercializado para indústrias químicas, que realizam seu fracionamento. No mesmo processo é obtida também a Borra do Alcatrão, uma mistura de partículas de carvão e alcatrão, que é reinserida no processo.

Após a destilação do Alcatrão de Hulha, são obtidos dois tipos de produtos: o naftaleno e misturas complexas como creosotos e piches.

Referência

http://tubarao.arcelormittal.com/produtos/nossos-produtos/coprodutos/index.asp

 

 

1 comentário de “Coprodutos gerados na ArcelorMittal Tubarão.

  1. Paulo Lana
    2 de fevereiro de 2017 às 09:18

    Excelente

Deixe um comentário