Nosso aço no coração da nova estrutura de confinamento seguro de Chernobyl.

A ArcelorMittal Europe forneceu chapas de aço, painéis, perfis e barras para a construção da nova estrutura de Confinamento Seguro de Chernobyl (NSC), feita para evitar a possibilidade de contaminação radioativa, 31 anos após o acidente do vazamento de material radioativo ocorrido em 26 de abril de 1986.

Tão grande quanto a Estátua da Liberdade

Em 1986, logo após o acidente, um sarcófago de concreto foi construído em torno do reator acidentado da usina de energia nuclear, localizada na Ucrânia, como forma de limitar a dispersão dos materiais radioativos.

Porém, nos últimos anos, foram detectadas rachaduras no sarcófago. Para resolver o problema, as autoridades ucranianas encomendaram a construção de uma armadura gigante de metal na forma de um arco com duas vigas de concreto: o New Safe Confinement (NSC).

O NSC é uma estrutura impressionante. Ele é tão alto quanto um edifício de 30 andares e o arco é grande o suficiente para abrigar a Estátua da Liberdade. Por razões de segurança, ele não foi montado no local onde está o reator acidentado, mas a cerca de 200 metros de distância. Uma vez montada, a estrutura foi movida através de um sofisticado sistema de trilhos até a sua posição final, onde foi selada. Clique aqui para assistir ao vídeo da construção em timelapse

A altura da estrutura de aço do NSC corresponde à de um edifício de 30 andares.

A altura da estrutura de aço do NSC corresponde à de um edifício de 30 andares.

600 portões produzidos com controle rígido

Estivemos envolvidos neste projeto por muitos anos. A pedido do cliente Padilla Fire Doors, recentemente a ArcelorMittal Distribuição Soluções de Processamento (Steel Service Centers Spain) forneceu chapas de aço com revestimento orgânico, produzidas em nossa fábrica de aços planos em Legasa (Espanha), para a construção de 600 portões a serem utilizados no acesso a diferentes áreas no interior do NSC.

Dentro dessa nova estrutura, a instalação de portões para isolar cada área das demais é essencial, tendo em vista os diferentes trabalhos a serem realizados em cada área. É aqui que os portões fornecidos pela Padilla Fire Doors desempenham um papel fundamental. Esses elementos de partição móvel são um ponto sensível na estrutura de proteção e, por esse motivo, estão sujeitos aos requisitos mais rigorosos em termos de qualidade, instalação e manutenção.

Portões de aço, construídos minuciosamente, darão acesso aos vários compartimentos internos do NSC.

Portões de aço, construídos minuciosamente, darão acesso aos vários compartimentos internos do NSC.

Os 600 portões foram fabricados em Murcia, com controle minucioso sobre todo o processo produtivo. Além do aço, lã de rocha e chumbo também foram utilizados ​​nos portões. A lã de rocha é usada, principalmente, como isolante térmico e também proteção passiva contra fogo, enquanto o chumbo é aplicado como um escudo contra a radiação.

Uma estrutura feita com muito aço: 164 mil m² de perfis e 12 mil toneladas de barras

Durante a construção do NSC, a ArcelorMittal Construction da Polônia forneceu, através do cliente Okyanusgroup, perfis, folhas planas de aço inoxidável (produzidas pela Aperam) e perfis de aço galvanizado curvado e Floline 70.

Vista interna do NSC, com parte da estrutura já revestida.

Vista interna do NSC, com parte da estrutura já revestida.

A estrutura construída com esses perfis suporta o teto interior e o telhado de vedação externo. Os perfis foram feitos na ArcelorMittal Construction com o aço produzido em nossa unidade de planos de Swietochlowice (Polônia). O sistema floline é a solução ideal para telhados curvos longos. Ele é pré-curvado na unidade de produção, antes de ser entregue, e pode ter uma espessura muito maior do que a da tradicional lâmina trapezoidal.

Vista da estrutura que suporta o teto e o telhado do NSC.

Vista da estrutura que suporta o teto e o telhado do NSC.

Nossa unidade de Kryviy Rih, na Ucrânia, forneceu 12.000 toneladas de barras de 40 mm para as fundações do NSC, que suportam o peso de todo o arco. Nossas barras foram escolhidas devido à sua força e elasticidade, e suas propriedades mecânicas especiais foram particularmente importantes nesse caso, pois o NSC foi construído ao lado da antiga usina e “rolado” para o lugar onde está localizado o reator acidentado.

Em geral, toda a estrutura foi projetada para durar um período de 150 anos, com uma revisão depois de passados 100 anos. Devido ao tempo de vida dos materiais radioativos, essa também é uma solução temporária e outras serão executadas até que não haja mais perigo de contaminação radioativa.

Referências:

http://europe.arcelormittal.com/newsandmedia/europenews/ChernobylNSC

Deixe um comentário