A importância do aço na indústria de energia eólica.

Os novos ventos da energia

O Brasil é o décimo produtor de energia eólica do planeta. Dados da Associação Brasileira de Energia Eólica (Abeeólica) mostram que, no final de 2015, a capacidade instalada era de 8,7 gigawatts (GW), considerando-se apenas as estruturas totalmente concluídas e já conectadas às redes de transmissão.

Entre novembro de 2014 e novembro de 2015, foram inauguradas mais de 100 usinas de energia eólica em todo o país, proporcionando um crescimento de 56,9% na capacidade instalada. São números impressionantes.

Segundo Elbia Ganoun, presidente executiva da Abeeólica (Associação Brasileira de Energia Eólica), a previsão é que, até 2024, o parque eólico brasileiro represente 11,5% da matriz energética do país.

A projeção da cadeia produtiva do setor é da criação, neste ano, de 50 mil novas vagas de emprego, a grande maioria de mão de obra qualificada, e que a capacidade instalada avance para 11 GW.

Agora, considere que o potencial de gerar energia eólica do país, sem contar instalações off shore, é de 500 GW. Essa avaliação foi feita por Jens Molly, especialista do DEWI (Instituto Alemão de Energia Eólica) durante o Brazil WindPower 2015.

As eólicas são uma ótima alternativa às termelétricas, como fonte complementar à energia gerada pelas hidrelétricas, pois, além do custo financeiro bem menor da energia gerada, ela não emite CO2, gás responsável pelo efeito estufa.

Novas soluções construtivas

Com o crescimento do mercado, novas soluções construtivas são desenvolvidas. Em 2013, fomos procurados por um dos nossos parceiros comerciais, a CTZ Power – empresa do Grupo Cortez – que buscava uma solução completa para a construção de torres eólicas de concreto.

A empresa, que já atuava na execução de fundações para torres, percebeu a oportunidade para oferecer uma nova opção ao mercado. Assim, desenvolvemos uma solução conjunta para a produção de armaduras de aço e de diferentes tamanhos de torres.

A nova malha de aço para a torre foi desenvolvida em pareceria com a KWG, que produziu um equipamento automatizado, específico para a soldagem do aço nas dimensões requeridas.

Isso possibilitou a criação de uma fábrica móvel para construir torres eólicas de concreto armado, a Armadura Pronta, com as seguintes vantagens.

  • Logística: a torre é produzida no próprio parque eólico;
  • Segurança no transporte: feito apenas dentro do parque, sem risco de acidentes nas rodovias;
  • Econômicas: por meio da nacionalização do produto e da manutenção.
O momento é favorável para investimentos em energia eólica.

A solução Armadura Pronta permite a fabricação de torres de concreto no local do complexo eólico.

Torres eólicas de concreto têm maior vida útil e exigem menos manutenção. Há uma redução no custo de manutenção de até 12%, num período de 10 anos.

Inicialmente, o processo foi aplicado na construção dos parques eólicos de Icaraizinho de Amontada e de Taíba, da Energio, no Ceará, ambos em operação.

A solução também foi aplicada na construção do Complexo Eólico de Itarema (CE).

Piauí, Rio Grande do Norte, Pernambuco e Bahia são outros estados em que nossos aços e soluções estão sendo utilizados para ampliar a geração de energia eólica.

Como a exigência de nacionalização das instalações é de mais de 60% do material utilizado, isso cria uma boa perspectiva para a indústria local.

Soluções da indústria global

Em nível mundial, produzimos aços para a estrutura de torres de aço, alguns para aplicações como a do parque eólico marítimo do Báltico 2, na Alemanha, onde o aço precisa suportar temperaturas de 50º C negativos.

Inserir

Aços especiais suportam condições extremas.

Também produzimos aços para instalações elétricas de geradores de média e alta potência, adaptados às diferentes tecnologias, anéis especiais de laminação contínua com grandes diâmetros para diferentes aplicações, aços para fundações, telas etc.

São várias as soluções já existentes e muitas outras ainda podem ser desenvolvidas com nossos parceiros.

Criando soluções em energia eólica

Somos especialistas em aço. Mais de 1.300 pesquisadores de alto nível trabalham em 16 países, 140 deles voltados especificamente para o setor de energia. A experiência e conhecimento adquiridos nos permite apoiar clientes que estão desenvolvendo soluções para seus desafios.

Nosso conhecimento integrado dos processos de materiais, projeto e produção está disponível para nossos clientes.

Uma abordagem completa de engenharia começa com a caracterização de materiais e continua até os testes de componentes. Estamos sempre testando novas técnicas, como os melhores métodos de soldagem, por exemplo.

Nossas ferramentas de modelagem e simulação oferecem soluções para os desafios de projeto e engenharia, e asseguram que as turbinas alcancem a máxima eficiência.

Nossa colaboração ativa com institutos de certificação ajuda a garantir a relevância da nossa investigação.

Torres para Geração de Energia_Proj.Ceará– Aços especiais para ancoragem garantem durabilidade das fundações da estrutura da torre.

– Torres eólicas podem ser construídas com chapas grossas ou ter estrutura de concreto e aço.

– Temos grande variedade de vigas específicas, adequadas para a armação principal da turbina. Chapas grossas também podem ser utilizadas nessa estrutura.

– Fornecemos uma gama completa de aços elétricos para geradores, com propriedades magnéticas para maximizar a quantidade de energia que cada turbina pode produzir. Também temos aços elétricos com alta permeabilidade e baixas perdas, com diferentes espessuras para cada projeto específico.

– Rolamentos e engrenagens são os principais componentes de uma turbina eólica. Nossos aços garantem alto desempenho e longevidade das turbinas.

1 comentário de “Os novos ventos da energia

  1. Fabio Burmeister Deeke
    23 de fevereiro de 2016 às 14:53

    Excelente matéria, gostaria de receber periodicamente uma newsletter desta empresa, especialmente sobre energia eólica.
    Attn,
    Fabio Burmeister Deeke
    fbdeeke@gmail.com

Deixe um comentário