Veículos mais leves e seguros

O AHSS é o primeiro produto de uma família de aços avançados de terceira geração (3rd Gen AHSS) com alto limite elástico para estampagem a frio.

Conhecido como HF1050, este novo aço é o primeiro de uma série de categorias (HF) 3rd Gen AHSS altamente conformáveis, que a ArcelorMittal vai lançar até 2017. Estas novas categorias combinam uma excelente resistência e capacidade de conformação, e podem reduzir entre 10 e 20% o peso das peças dos veículos, em comparação com aços das categorias dual phase (DP).

Fabricantes de automóveis já estão utilizando estes aços e nossas soluções avançadas para diminuir o peso dos seus veículos.

Uso aprovado

Lançado no final de 2013, alguns fabricantes mundiais de automóveis já submeteram o HF1050 a ensaios de comportamento à conformabilidade e soldabilidade, e o aprovaram.

Devido às suas excelentes propriedades, as categorias HF podem absorver mais energia com menos aço. Esta característica faz do HF1050 o aço ideal para muitas peças estruturais das carrocerias (BIW), que podem ser afetadas durante um impacto, incluindo as longarinas dianteira e traseira, e as colunas B e dos para-brisas. As novas categorias HF estampadas a frio são indicadas para estas aplicações porque absorvem mais energia de impacto ao deformar-se de modo controlado.

O HF-1050 é ideal para peças estruturais das carrocerias (BIW). Acima 3D da carroceria do KIA Sportage.

O HF-1050 é ideal para peças estruturais das carrocerias (BIW). 3D da carroceria do KIA Sportage.

Nossos produtos HF também foram projetados para serem utilizados em formatos soldados a laser (LWB) e com tecnologia de estampagem a frio, o que garante que o aço certo esteja no lugar adequado para controlar a deformação.

Utilizar o HF1050 em uma travessa de reforço dianteira, por exemplo, permite ao fabricante desenvolver uma peça de pouca espessura na parte da frente e mais espessa na traseira. Este projeto garante que, em caso de acidente, a peça absorva progressivamente mais energia na parte dianteira e permaneça intacta na traseira, reduzindo assim a possibilidade de que os ocupantes do veículo sofram qualquer tipo de lesão.

O Volvo XC90 First Edition é um dos muitos modelos que já incorporam aços AHSS.

O Volvo XC90 First Edition é um dos muitos modelos que já incorporam aços AHSS.

Sem custos adicionais

A nova família 3rd Gen AHSS foi projetada para substituir as atuais categorias DP. Por exemplo, a capacidade de conformação do HF1050 corresponde à do DP780, e ainda oferece uma maior redução de peso.

Alternativamente, os fabricantes podem decidir manter a mesma espessura da peça DP e, assim, obter resultados ainda melhores de segurança.

Em 2014 foram feitos ensaios dos produtos HF980 e HF1180, e sua produção industrial começou em 2015. O número da série indica a resistência à tração de cada um dos aços da categoria.

Os fabricantes OEM não precisam realizar nenhuma modificação importante em suas linhas de produção para adaptá-las aos novos aços HF. São necessários apenas alguns pequenos ajustes nos parâmetros da soldagem por pontos. Por necessitar uma menor quantidade de aço, o custo para implementar as categorias HF nas linhas de produção pode ser quase zero.

Inserir

As categorias HF da ArcelorMittal são indicadas para formatos LWB e estampagem a frio.

Por que precisamos dos aços 3rd Gen AHSS

No final dos anos 1970, a resistência média de um painel de carroceria era de aproximadamente 120 MPa, enquanto os aços de “alto limite elástico” alcançavam valores de 588 MPa. Atualmente, os painéis da carroceria alcançam valores de resistência de até 600 MPa. No final de 2014, nossos clientes do setor automotivo já estavam trabalhando com aços com cerca de 2000 MPa.

O incremento na resistência dos aços para automóveis mais que triplicou em apenas 40 anos, e se traduziu em uma melhoria espetacular na segurança. A combinação dos aços avançados com tecnologias como os formatos LWB permite aos fabricantes de automóveis utilizar o aço adequado no lugar certo para salvar vidas.

O HF1050 pode ser utilizado para a fabricação de componentes estruturais da BIW.

O HF1050 pode ser utilizado para a fabricação de componentes estruturais da BIW.

Início da produção e investimentos

O processo de produção do HF1050 tem várias fases. Uma vez fabricado, o aço HF é laminado a frio e a quente para afinar suas propriedades.

Em seguida, é submetido ao recozimento contínuo em um processo que insere o controle exato necessário para se obter a microestrutura definitiva requerida por esta série. Também pode ser submetido a processos de eletrozincamento, caso necessário. Uma vez finalizado o recozimento contínuo, o aço pode receber um tratamento adicional para eliminar o hidrogênio e a fragilidade antes da entrega ao cliente.

A ArcelorMittal realizou um ambicioso programa de investimentos para a produção deste novo aço. Inicialmente, as categorias HF foram fabricadas na ArcelorMittal Gent (Bélgica). A implementação de outras modificações previstas em Gent permitirão ampliar as capacidades dimensionais da linha. Este foi o primeiro passo de um programa de investimentos para reforçar o desenvolvimento dos aços de terceira geração.

 

O Usibor®, aço AHSS de terceira geração, já está sendo produzido na ArcelorMittal Vega.

Agora em 2015, a unidade de Vega, em São Francisco do Sul (SC), passou a produzir o Usibor®, um dos aços AHSS de terceira geração. A previsão é que, em 2016, sejam produzidas 100 mil toneladas deste aço no Brasil.

Para Brian Aranha, chefe global da coordenação comercial automotiva da ArcelorMittal, “nosso investimento em Vega do Sul confirma nosso entendimento de que o Brasil é um mercado-chave para a indústria automotiva. A produção do Usibor no Brasil ajuda as montadoras nos seus desafios tecnológicos e geográficos, o que inclui assegurar que nossos pioneiros produtos leves estejam disponíveis globalmente e o trabalho contínuo com aços da próxima geração, que deixam os carros mais leves e eficientes em consumo de combustível, a um custo acessível, sem comprometer a segurança”.

Imagens 3D: site da Kia Motors.

 

2 comentários de “Veículos mais leves e seguros

  1. André luiz de Andrade
    18 de fevereiro de 2016 às 23:41

    Parabéns a ArcelorMittal pela forma sustentavel na produção do aço.

    • ArcelorMittal
      26 de fevereiro de 2016 às 18:06

      Muito obrigado pelo reconhecimento, André!

Deixe um comentário